thumb BancoAmazonia

Basa quer levar FNO para municípios mais pobres

Nas regiões isoladas, a direção do banco quer uma atenção especial

O Banco da Amazônia – BASA se prepara para fazer reuniões itinerantes em cinco municípios isolados do Acre. Uma equipe está sendo montada para visitar: Santa Rosa, Assis Brasil, Jordão, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo e oferecer linhas de crédito do FNO – o Fundo Constitucional de Financiamento no Norte.

O Basa tem disponível este ano para o Acre linhas de empréstimos que somadas chegam a R$ 381 milhões.

Nos municípios maiores, o banco já está fazendo palestras oferecendo dinheiro para comerciantes, industriais e produtores rurais.

Nas regiões mais pobres, a direção do banco quer uma atenção especial. Além dos funcionários do Basa, a reunião itinerante contará com pessoal da Embrapa, Sebrae e outras instituições ligadas a crédito e fomento, que vão oferecer linhas de crédito para quem já tem um negócio ou pensa em montar um.

O superintendente do Basa no Acre, José Roberto da Costa,  mostra números que impressionam. No estado, as linhas de crédito contratadas chegam a R$ 1 bilhão, 196 milhões. E, segundo Costa, muitas pessoas procuram o FNO por causa das vantagens. “Os juros são menores e variam de acordo com o valor negociado. A pessoa pode pagar em até 20 anos e, dependendo do contrato, só começa a pagar em 6 anos”, explicou.

E citou como exemplo, a agricultura familiar, na qual o produtor pode conseguir um desconto de 40% do valor da dívida se pagar as parcelas em dia. E são essas vantagens que o Basa vai oferecer para os municípios conhecidos por isolados.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*