thumb bocalomGE1

Para Bocalom, discursos de DEM e PV não são discrepantes

Tião Bocalom(DEM) iniciou a participação no ‘Gazeta Entrevista’, da última quarta-feira, 4, destacando a presença de Henrique Afonso e o PV na oposição. “Com ele, a gente finca o pé no Juruá para colocar em prática o projeto do novo Acre”, argumentou.

Questionado sobre divergências de ideologias entre Democratas e Partido Verde, Bocalom rebateu: “não acredito em discursos discrepantes. O Democratas defende o agronegócio com sustentabilidade.”

Ex-prefeito de Acrelândia, Bocalom voltou a citar o município e afirmou que o agronegócio é a melhor forma para alavancar a economia do estado. Ele também não esqueceu dos adversários.

“A Frente Popular falou a vida toda em sustentabilidade e cadê algum resultado?”, questionou. Para o presidente do diretório regional, o ser humano continua sendo prioridade. Com a chegada de Henrique Afonso, cresce a disputa pelo palácio Rio Branco.

“Vamos definir qual é o melhor nome. O melhor vai assumir a candidatura”, expôs. Ao final, Bocalom afirmou que não possui nenhuma intenção em disputar vaga para a Câmara Federal. Citou apenas o governo e Senado.

Para Bocalom, discursos de DEM e PV não são discrepantes

Tião Bocalom(DEM) iniciou a participação no ‘Gazeta Entrevista’, da última quarta-feira, 4, destacando a presença de Henrique Afonso e o PV na oposição. “Com ele, a gente finca o pé no Juruá para colocar em prática o projeto do novo Acre”, argumentou.

Questionado sobre divergências de ideologias entre Democratas e Partido Verde, Bocalom rebateu: “não acredito em discursos discrepantes. O Democratas defende o agronegócio com sustentabilidade.”

Ex-prefeito de Acrelândia, Bocalom voltou a citar o município e afirmou que o agronegócio é a melhor forma para alavancar a economia do estado. Ele também não esqueceu dos adversários.

“A Frente Popular falou a vida toda em sustentabilidade e cadê algum resultado?”, questionou. Para o presidente do diretório regional, o ser humano continua sendo prioridade. Com a chegada de Henrique Afonso, cresce a disputa pelo palácio Rio Branco.

“Vamos definir qual é o melhor nome. O melhor vai assumir a candidatura”, expôs. Ao final, Bocalom afirmou que não possui nenhuma intenção em disputar vaga para a Câmara Federal. Citou apenas o governo e Senado.

Deixe uma resposta