Banner paradaonibus

Parada de ônibus no meio da pista irrita motoristas

Uma parada de ônibus recém-construída na Rua Minas Gerais, bairro Preventório, vem irritando motoristas. O abrigo toma parte da rua e os condutores que ficam atrás dos ônibus tem que esperar os embarques e desembarques, já que não há recuo para o coletivo.

Em uma situação comum, o embarque e desembarque de passageiros não atrapalha o trânsito, como por exemplo, as paradas de transporte coletivo na Rua Isaura Parente, próximos ao 7º BEC (Batalhão de Infantaria de Selva).

No local, o recuo que permite o veículo de grande porte parar para atender passageiros, ajuda na fluidez do trânsito. Mas, o contrária acontece na rua Minas Gerais, uma via bastante movimentada que dá acesso a grande Sobral.

Uma parada de ônibus foi substituída e a nova está tomando metade da pista. Enquanto o ônibus faz o processo de embarque ou desembarque uma enorme fila se forma atrás. Os veículos não têm alternativa. Até um dos condutores de coletivo concorda que a situação causa conflito com os demais motoristas que ficam no engarrafamento. “Eles ficam buzinando , me xingando”, conta.

Segundo a RB Trans, não há motivos para alarde. A obra ainda não foi totalmente concluída e faz parte de um projeto pensado em melhorar a vida de todos os envolvidos no trânsito urbano.

Segundo o Superintendente Ricardo Torres, entre os objetivos de o abrigo ter sido construído um pouco a frente do antigo, está: beneficiar passageiros portadores de necessidades especiais e ciclistas. “O abrigo foi adiantado para facilitar o embarque de pessoas com deficiência e idosos já que o ônibus para bem alinhado, junto ao abrigo. A ciclovia passa atrás, evitando o conflito entre o ciclista e o usuário do transporte coletivo”, justifica.

Deixe uma resposta