thumb triopreso

Polícia prende trio acusado de matar escrivão

Samuel Moura da Conceição, (estava com a moto da vítima), Marcílio Moura da Conceição e Leandro da Silva Pereira foram presos por policiais do GAPC, na noite desta quinta-feira, 27, no bairro Tancredo Neves, acusados de matar um escrivão da Polícia Civil.

O crime aconteceu na noite do dia 10 deste mês, por trás da pousada Aquiri, onde o corpo do escrivão Bilene José de Almeida, de 54 anos, foi encontrado por uma mulher  na construção de uma casa, dentro do banheiro, um dias após ser assassinado. A vítima estava só de cueca e meias.

Com Samuel, a policia encontrou a moto que teria sido levada do escrivão, uma CB 300 de cor preta, a placa da moto estava com a numeração adulterada, os acusados colocaram uma fita para que ela não fosse identificada. Segundo a polícia, o acusado estava se preparando para levar a moto para Cruzeiro do Sul.

Foi apreendido também com os acusados uma barra de ferro e uma chave de fenda,  que, segundo os policiais, teriam sidos usados para assassinar a vítima. Os acusados estavam de posse do aparelho celular do escrivão.

Segundo as investigações, os três atraíram a vítima para o local, onde Marcílio e Leandro teriam matado Bilene.

Em depoimento à policia, Leandro contou que teria sido ele quem desferiu os golpes de ferro contra o escrivão, e logo em seguida ele fugiu levando a moto.

Na delegacia, Leandro mudou sua versão e disse  Marcílio teria tramado tudo. Já Marcílio,  defendeu-se, dizendo que os outros dois acusados conheciam a vítima e que teriam planejado o assassinato do escrivão Bilene.Polícia Civil prende trio acusado de matar escrivão

Samuel Moura da Conceição, (estava com a moto da vítima), Marcílio Moura da Conceição e Leandro da Silva Pereira foram presos por policiais do GAPC, na noite desta quinta-feira, 27, no bairro Tancredo Neves, acusados de matar um escrivão da Polícia Civil.

O crime aconteceu na noite do dia 10 deste mês, por trás da pousada Aquiri, onde o corpo do escrivão Bilene José de Almeida, de 54 anos, foi encontrado por uma mulher  na construção de uma casa, dentro do banheiro, um dias após ser assassinado. A vítima estava só de cueca e meias.

Com Samuel, a policia encontrou a moto que teria sido levada do escrivão, uma CB 300 de cor preta, a placa da moto estava com a numeração adulterada, os acusados colocaram uma fita para que ela não fosse identificada. Segundo a polícia, o acusado estava se preparando para levar a moto para Cruzeiro do Sul.

Foi apreendido também com os acusados uma barra de ferro e uma chave de fenda,  que, segundo os policiais, teriam sidos usados para assassinar a vítima. Os acusados estavam de posse do aparelho celular do escrivão.

Segundo as investigações, os três atraíram a vítima para o local, onde Marcílio e Leandro teriam matado Bilene.

Em depoimento à policia, Leandro contou que teria sido ele quem desferiu os golpes de ferro contra o escrivão, e logo em seguida ele fugiu levando a moto.

Na delegacia, Leandro mudou sua versão e disse  Marcílio teria tramado tudo. Já Marcílio,  defendeu-se, dizendo que os outros dois acusados conheciam a vítima e que teriam planejado o assassinato do escrivão Bilene.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*