thumb-pfprotesto

Policias protestam por segurança sede da PF

Categoria se diz descontente com a atual administração

Depois de dois anos e meio de obras, a sede da Polícia Federal em Rio Branco está pronta. O majestoso prédio, com sete pavimentos e 150 salas, vai contar com: heliporto (o único no Acre); sala de tiro; academia; restaurante; canil e celas, que antes da inauguração oficial recebeu os primeiros visitantes: os advogados que foram  presos na Operação Zagan.

Tanta imponência do prédio se contrastou com a insatisfação que quem vai trabalhar no brilhoso imóvel. Os agentes fizeram um manifesto antes da inauguração para cobrar a reestruturação da Polícia Federal. Os agentes mostram números que apontam vários problemas psicológicos. Nos últimos três anos, 27 policiais morreram, desses 12 cometeram suicídio.

O vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais , Luiz Boudens veio de Brasília para acompanhar o movimento. Ele reclamou da falta de apoio do governo federal para uma melhor estrutura de trabalho para as policias, uma delas é a negociação salarial que se arrasta por três anos. Outra reivindicação dos agentes é o adicional de fronteira. A lei foi sancionada, mas falta a regulamentação. A proposta dos policais é o pagamento de R$ 91,00 por dia para quem trabalha nas áreas que ficam a 100 quilômetros da fronteira ou locais de difícil fixação.

 

Deixe uma resposta