thumb Fiscalizao-RBTRANS-1

Prefeitura vai manter comissionados da RBTrans

Ano passado, um concurso público colocou 60 funcionários na autarquia

Os vereadores de oposição prometem fazer muito barulho com o projeto de lei do Executivo que chegou esta semana à Câmara. A prefeitura quer manter as regras de uma lei de 2008, quando criou 60 cargos comissionados para a RBTrans, a autarquia da prefeitura que cuida da fiscalização do transporte público.

No ano passado, o prefeito Marcus Alexandre criou um concurso público para a entidade, assim acabaria com parte dos cargos comissionados. O concurso foi realizado, os aprovados foram chamados, mas, agora, vem a surpresa: a prefeitura vai manter os cargos comissionados, mesmo depois da contratação de 60 servidores pelo concurso.

O chefe de gabinete da prefeitura, André Kamai, disse que a RBTrans vai manter os cargos por que são funcionários experientes e deverão chefiar as equipes de fiscalização nas ruas. E, que, a margem para ser retirado dos cargos comissionados era de 20%, o que daria apenas 12, e isso nem pesa na folha de pagamento, disse.

Na mesma lei, a prefeitura criou mais uma faixa de salário, o CC9, um cargo de chefia que vai receber mensalmente R$ 9,1 mil. O salário mais baixo para o cargo comissionado é de CC1 cujo valor é de R$ 1.400,00.

Apesar da explicação do chefe de gabinete da prefeitura, André Kamai, na tarde desta quarta-feira, 7, a prefeitura de Rio Branco enviou à imprensa a seguinte nota, confira:

 

thumb Nota-de-Esclarecimento-Vereadora

Deixe uma resposta