Produtos perigosos: fiscalização será intensificada

O comando do Corpo de Bombeiros apresentou em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (14) uma das medidas que serão adotadas para prevenir acidentes como o ocorrido na terça, no Conjunto Manoel Julião. A fiscalização aos comércios de produtos perigosos deve ser intensificada.

Segundo os números do relatório que está sendo produzido pelo Corpo de bombeiros, 58 imóveis no entorno da casa onde o cilindro de acetileno explodiu foram atingidas. Algumas sofreram abalo maior na estrutura e foram interditadas. No local do acidente foram recolhidos 19 cilindros de oxigênio e 2 de acetileno.

Durante a coletiva de imprensa, o comandante do Corpo de bombeiros informou que o caso é atípico, mas isso não impede que outros casos voltem a ocorrer, para evitar isso, é preciso que a população denuncie.

Uma das medidas que o corpo de bombeiros anunciou é quanto a fiscalização que será intensificada nas empresas que comercializam produtos perigosos. Esses ramos comerciais precisam de uma atestado de vistoria que tem prazo de validade de um ano. Agora, os atestados serão revistos, possivelmente por amostragem. “Nós vamos nos reunir e ver os atestados de aprovação que foram feitos para essas empresas e saber se elas estão realmente cumprindo com o que determina a lei”, disse o comdante José Alberto Flores.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*