Professores debatem orçamento para educação

Na manhã desta terça-feira, 10, professores representantes do Movimento Acorda Educação estiveram reunidos com alguns parlamentares estaduais, na Assembleia Legislativa do Acre, para tratar sobre o orçamento de 2014, destinado à educação.

Na ocasião, os manifestantes cobraram do parlamento estadual apoio quanto à revisão do PCCR, além de exigir clareza no que diz respeito como e onde o recurso será aplicado, por conta dos problemas existente no setor.

“Não é segredo que a educação do Acre está amargando uma série de problemas e que precisam de uma solução emergencial, como por exemplo: falta de estrutura e segurança, isso sem falar no salário dos professores e servidores de apoio que está defasado, além das propostas do Executivo, durante a greve da educação, que não foram cumpridas”, afirmaram os professores.

Outra reivindicação do Movimento Acorda Educação diz respeito à participação do mesmo nas negociações e das definições de aplicação dos recursos, que ficou acordado entre o executivo e a categoria. De acordo com o movimento, tal acordo nunca foi cumprido.

Professores debatem orçamento para educação

Na manhã desta terça-feira, 10, professores representantes do Movimento Acorda Educação estiveram reunidos com alguns parlamentares estaduais, na Assembleia Legislativa do Acre, para tratar sobre o orçamento de 2014, destinado à educação.

Na ocasião, os manifestantes cobraram do parlamento estadual apoio quanto à revisão do PCCR, além de exigir clareza no que diz respeito como e onde o recurso será aplicado, por conta dos problemas existente no setor.

“Não é segredo que a educação do Acre está amargando uma série de problemas e que precisam de uma solução emergencial, como por exemplo: falta de estrutura e segurança, isso sem falar no salário dos professores e servidores de apoio que está defasado, além das propostas do Executivo, durante a greve da educação, que não foram cumpridas”, afirmaram os professores.

Outra reivindicação do Movimento Acorda Educação diz respeito à participação do mesmo nas negociações e das definições de aplicação dos recursos, que ficou acordado entre o executivo e a categoria. De acordo com o movimento, tal acordo nunca foi cumprido. 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*