PM vai a juri popular por homicídio

O Tribunal de juri está julgando nessa segunda-feira, 17, o sargento da militar, José Eduardo Ribeiro, que em dezembro de 2012, matou com dois tiros Laudeceo Martins. Durante a madrugada do dia 2 de janeiro, o militar que não estava de serviço, teve um discussão com Laudeceo  em frente a uma boate na avenida Antônio da Rocha Viana. A vítima saiu de moto, mas foi perseguida pelo sargento, que próximo a igreja Assembleia de Deus, atirou duas vezes com uma pistola contra Laudeceo, que morreu no local. A família da vítima colocou cartazes em frente ao fórum e pedia pena máxima ao réu, inclusive a perda da farda.
No julgamento foram ouvidas várias testemunhas que assistiram a discussão, e o amigo da vitima, José Rui, que estava na garupa da motocicleta e acompanhou quando o sargento disparou a arma.
O julgamento do 3º sargento chama a atenção a uma denúncia que vem sendo feita pelos proprietários de boates. Militares e agentes da policia civil, fora de serviço, vão para as festas, ingerem bebida alcoólica com as armas na cintura.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*