Seminário: Saúde da Pessoa com Deficiência

O Ministério da Saúde, através da portaria 1060 de 2002 instituiu a Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência.  Essa política é um resultado de múltiplos movimentos e longa mobilização nacional e internacional de atores sociais e institucionais. O Brasil não tem medido esforços para organizar, em termos de dados estatísticos, sobre quem e quantos são as pessoas com deficiência, levando em consideração as suas especificidades. Objetivando incluí-las no meio social, o que significa respeitar as necessidades, condições e possibilitar o acesso aos serviços públicos, aos bens culturais e artísticos e aos produtos decorrentes dos avanços sociais, políticos e tecnológicos.  
 
Avanços seguirão com propostas do seminário

A Secretaria Municipal de Saúde criou  em seu corpo administrativo a  Área Técnica de Saúde da Pessoa com Deficiência e   vem realizando levantamento desta população a fim de traçar planos estratégicos que venham responder às necessidades urgentes desse segmento  através do fortalecimento das ações e serviços de saúde desenvolvidos para a melhoria da qualidade de vida. O vereador Marcelo Jucá, defensor dessa causa, reconheceu os avanços dos últimos anos e pediu fortalecimento dessas ações.
 
Marcus Alexandre considerou o seminário como uma agenda de compromisso de trabalho por uma Rio Branco inclusiva e garantidora dos direitos de seus cidadãos. Citou como exemplos a expansão do ensino da Linguagem Brasileira de Sinais (LIBRAS) nas escolas da rede municipal de ensino, um compromisso assumido pelo ex-prefeito Raimundo Angelim, e  a chegada de ônibus rebaixados que facilitam o acesso de pessoas com deficiência no transporte coletivo. Os ônibus passarão por um período de testes e se aprovados irão integrar a frota regular.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*