Saúde: SUS oferece prótese auditiva

O Ministério da Saúde decidiu incorporar na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) o implante coclear e a prótese auditiva ancorada no osso como procedimentos relativos à assistência hospitalar à saúde auditiva.

O procedimento é de alta complexidade e indicado para pessoas com nível severo a profundo de surdez. O implante coclear é um dispositivo eletrônico de alta tecnologia, que fornece impulsos elétricos para estimulação das fibras neurais remanescentes em diferentes regiões da cóclea, possibilitando ao paciente a capacidade de perceber o som.

O implante utiliza componentes interno e externo. O primeiro, inserido no ouvido interno pelo ato cirúrgico, é composto por uma antena interna com um imã, um receptor estimulador e um cabo com filamento de múltiplos eletrodos envolvido por um tubo de silicone fino e flexível. O componente externo é constituído por um microfone direcional, um processador de fala, uma antena transmissora e dois cabos. O valor do aparelho gira em torno de R$ 45 mil e com a portaria do MS publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (11), o paciente passa a ter direito ao implante e à prótese gratuitamente.

Bengala

Outra determinação do Ministério da Saúde publicada na edição do Diário Oficial da União desta quarta (11) é a incorporação da bengala de quatro pontas na tabela de procedimentos, medicamentos, órteses, próteses e materiais especiais do SUS. A bengala custa hoje aproximadamente R$ 60 reais e o paciente passa agora a ter direito do material de graça na rede pública de saúde.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*