Sena: advogado vai continuar preso

A Polícia Civil consegui da Justiça o decreto de prisão preventiva do advogado Renato Rodrigues, preso no dia 18 do mês passado em Sena Madureira. Neste sábado, 16, venceria o prazo da prisão temporária, e o advogado, que é acusado de cinco crimes poderia sair para responder o processo em liberdade.

Com a prisão preventiva, ele vai continuar preso no quartel da Policia Militar em Rio Branco, graças ao status de advogado. A Policia Civil diz ter provas de que Renato Rodrigues financiava um grupo de traficantes de um bairro de Sena Madureira. Ele é investigado também como suspeito de crime sexual com menores de idade. No dia da prisão, a policia encontrou farto material erótico em sua casa.

Segundo o delegado Nilton Boscaro, o advogado vai responder ainda, pelos crimes de falso testemunho e denunciação caluniosa. Dois meses antes da prisão, ele apresentou três mulheres que afirmavam terem sido estupradas pelos delegados e policiais de Sena Madureira. No Ministério Público as mulheres mudaram o depoimento, afirmando que tudo era armação do advogado. Também foram presos com Renato, a filha de criação, Geane Batista da Costa, que é acusada de manter relações sexuais com o advogado juntamente com menores e ajudar no tráfico de drogas. O outro preso é José Cardoso Neto, conhecido como ceará, ele é apontado pela polícia como o executor dos esquemas do advogado, que vai continuar preso no comando da PM até o julgamento do processo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*