Serviço: clandestinos querem ser reconhecidos

Os motoqueiros e motoristas que fazem o transporte clandestino de passageiro foram em peso para a frente da prefeitura de Rio Branco nesta terça-feira (24). Conhecidos como pirangueiros, esses trabalhadores fazem o transporte ilegal na capital, e assim que uma lei for sancionada pelo prefeito Marcus Alexandre serão duramente punidos quando flagrados levando passageiros.

A lei que já foi aprovada na câmara, apreende o veículo e aplica multa de quase mil reais, e pode dobrar o valor em caso de reincidência.

Os clandestinos foram até a prefeitura pedir que uma nova lei possa incluídos nos transporte público da cidade. Além do preço ser mais em conta para a população, já que o táxi lotação cobra o valor da tarifa do ônibus, esses motoristas e motoqueiros vão em locais que os outros transportes  não vão, disse José Augusto Pereira, um dos representantes do motoristas que fazem lotação.

A assessoria informou que a prefeitura está aberta para conversar e buscar uma solução para os clandestinos, mas vai ser impossível não sancionar a lei que pune os pirangueiros.

Mas a reunião foi apenas alguns representantes das categorias e  a portas fechadas. Diferente de inaugurações, quando todos tem acesso, o prefeito Marcus Alexandre em temas mais polêmicos prefere não fazer muito barulho.

Vamos ver como vai se sair para evitar as reclamação dos motoristas e motoqueiros quando a RB trans começar a aplicar a multas e apreender os veículos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*