Suplente de Cameli: impasse continua

No dia 27 de junho ocorre a Convenção da coligação “Aliança por um Acre Melhor” que oficializará os nomes da chapa majoritária e proporcional. Os partidos que compõem a coligação estiveram reunidos nesta segunda-feira, 16, para tratar sobre a escolha dos nomes para a suplência de Gladson Cameli (PP) e a questão em torno do chapão para deputados estaduais e federais.

Quanto ao parlamento estadual ficou decidida a existência de três chapas proporcionais, sendo o primeiro grupo capitaneado pelo PSDB/PMDB, PSC e PTC o segundo pelo PP/PSD, o terceiro PPS/PR e Solidariedade.   

Em relação à escolha dos nomes a suplência de Gladson Cameli, nenhum nome foi confirmado. O senador Petecão radicalizou e disse que não admite nem conversar e que a candidata tem que ser Mailza Gomes.

Diante de tamanho impasse, Gladson afirmou aos partidos que eles têm até hoje para chegar a um consenso, senão ele fará a indicação. “Não havendo um consenso quanto ao nome do primeiro suplente, eu o farei”, disse.

A reunião contou com a presença do pré-candidato ao governo, Marcio Bittar (PSDB-AC), do pré-candidato ao Senado, Gladson Cameli (PP-AC), do atual senador Sérgio Petecão (PSD-AC), de alguns deputados estaduais que concorrem a reeleição e militantes das 10 legendas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*