TCE manda Assis Brasil fazer concurso

O Tribunal de Contas deu um prazo de quatro meses para que o prefeito de Assis Brasil, Doutor Betinho, faça novo processo seletivo para a escolha dos agentes de endemias. Para não prejudicar o município, a relatora do processo, conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Dulcinea Benício, decidiu deixar os agentes contratados ilegalmente  até a realização de um novo certame.

No início do ano, o prefeito contratou 18 agentes de endemias. Só que a forma usada para contratar os servidores terminou virando um problema para o gestor. Ele abriu um concurso público simplificado para apenas algumas pessoas, deixando fora outros interessados. O Tribunal de Contas Estado determinou que Betinho demitisse os agentes e fizesse novo concurso.

O prefeito lutou de todas as formas para manter o pessoal, alegando a necessidade do trabalho dos agentes e a perda de recursos do município com a falta de pessoal para trabalhar no combate as endemias.

Apesar da decisão parecer uma vitória, Betinho vai ter algumas dores de cabeça. Por ter desrespeitado a lei, a conselheira vai manter uma multa ao gestor, que ainda vai ser decidida e pode ter sérios problemas não hora em que for fazer a prestação de contas no fim do ano.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*