Banner BancadaeTiao

Tião Viana se reúne com bancada federal para tratar de impactos da enchente

Os três senadores do Acre e cinco dos oito deputados federais participaram da reunião no gabinete civil do governo nesta sexta-feira, 28, para tratar do apoio da bancada federal no enfrentamento às consequências da enchente do rio Madeira. Segundo o governo, os prejuízos para a economia do estado, calculados pela secretaria de fazenda, já somam R$ 220 milhões, com cerca de 13 mil empresas e instituições prejudicadas.

Antes da BR-364 ser interditada, cerca de 200 caminhões chegavam diariamente ao estado. Com a estrada fechada o governo teve que buscar outras alternativas. Nesta quinta-feira começou a operar uma nova rota de travessia por balsa no trecho alagado, que deve garantir a chegada de cerca de 30 caminhões por dia em Rio Branco.

Até agora já foram transportados para o Acre desde o início da crise, 5 milhões de litros de combustível, sendo 3 milhões trazidos de Cruzeiro do Sul pela BR 364, e 2 milhões trazidos em balsas. Outros 3,5 milhões estão a caminho do Acre em balsas que devem chegar ao estado na semana que vem.

O Acre também conseguiu autorização do governo federal para importar combustível do Peru. Já estão comprados, aguardando transporte, 5 milhões de litros. Também está prevista para a próxima semana a chegada de toneladas de frutas e verduras vinda do Peru.

Até agora foram realizados entre Porto Velho e Rio Branco 70 voos em dois aviões da Força Aérea Brasileira, que trouxeram para o estado 486 toneladas de produtos de primeira necessidade. Outros 12 vôos em avião cargueiro, fretados pelo governo, trouxeram de porto velho para Rio Branco 241 toneladas de mercadorias.

O coordenador da bancada federal, senador Sérgio Petecão, disse que os parlamentares estarão empenhados em apoiar o governo na busca de soluções para evitar mais desabastecimento e minimizar os impactos da enchente.

“ Eu acho que o momento é de muita dificuldade e por isso todos nós temos que ajudar, independente de ideologia, essa é uma bandeira que une a todos nós”, declara o senador Sérgio Petecão (PSD) coordenador da bancada federal do Acre.

Entre os encaminhamentos da reunião, ficou decidido que a partir da próxima semana os parlamentares do Acre vão procurar a bancada federal de Rondônia. Juntos ele farão visitas à casa civil da presidência da república e aos ministérios em Brasília. Uma das reivindicações e a reconstrução da BR 364 no trecho alagado após as águas baixarem.

O senador Jorge Viana(PT) trabalha junto ao BNDES para conseguir R$ 100 milhões de reais em crédito para empresários e comerciantes prejudicados com a quedas nas vendas. O governo do estado já prorrogou o prazo para pagamento de impostos. Na área do transporte o deputado Gladsom Cameli(PP) sugeriu a oferta de mais voos entre Rio Branco e Porto Velho, e a diminuição no preço das passagens nesse trecho.

Durante a reunião os prefeitos do interior foram representados através do presidente da Associação dos Municípios do Acre, Marcos Alexandre, que demonstrou preocupação com a queda dos repasses de FPM para as prefeituras, causado pela queda na arrecadação de ICMS com a baixa circulação de mercadorias no estado.

“Vamos pedir aos deputados que busque acelerar a liberação de recursos para essas prefeituras”, declara o presidente da AMAC, Marcos Alexandre. Na próxima terça-feira a bancada federal do Acre deve ser reunir novamente em Brasília para dar prosseguimento ao plano de apoio ao governo do estado no enfrentamento da crise.

“ É um momento de um diálogo político elevado, respeitoso, considerando que nós temos que fazer tudo para ajudar a população do Acre, para ajudar o setor de desenvolvimento comercial e empresaria do Acre, e para assegurar o menor prejuízo possível na maior tragédia ambiental natural da Amazônia que é a cheia do rio Madeira”, afirma o governador Tião Viana.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*