Banner-Premio-MP

TV Gazeta é tricampeã do Prêmio de Jornalismo do Ministério Público

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) premiou, na noite desta sexta-feira 13, os jornalistas vencedores da 4ª edição do Prêmio de Jornalismo, que é promovido pela instituição todos os anos. A proposta temática desta edição foi alusiva ao cinquentenário do MP Estadual, ‘50 anos colecionando grandes histórias’.

Na categoria telejornalismo, a TV Gazeta foi destaque com a reportagem “CAC do MP: a serviço do cidadão.” Na matéria jornalística, os repórteres Wesley Moraes e Emerson Silva mostraram como funciona o Centro de Atendimento ao Cidadão do Ministério Público. A edição de imagens foi de João Pimentel, produção de Jardel Angelim e apoio técnico de Erivan Lima. A mesma reportagem também foi a grande vencedora do prêmio. Além do troféu, a equipe vai receber R$ 5 mil.

Em quatro edições, esta é a terceira vez que profissionais TV Gazeta conquistam o prêmio de jornalismo. Em 2010, 2011 e agora, em 2013. A emissora preferida dos acreanos foi homenageada. Fundada pelo empresário Roberto Moura há 23 anos, a TV Gazeta leva entretenimento e informação a mais de 80% da população do estado. Raimundo Martins, diretor-geral da TV, agradeceu a premiação e lembrou do pioneirismo de Roberto Moura, falecido em agosto.

A Rede Record de Televisão também foi homenageada pelo Ministério Público Acreano. A emissora sempre apoia o evento. O repórter Eduardo Ribeiro representou o canal. Ribeiro foi um dos anfitriões da festa. Coube a ele anunciar os nomes dos vencedores de cada categoria.

Após as premiações, o repórter Wesley Moraes falou à reportagem do site Agazeta.Net e dividiu os loiros de mais essa vitória com toda equipe da TV. “Obrigado a você que torce e aposta no nosso trabalho. Levar informação é uma tarefa árdua. Em mais uma edição(a quarta) do prêmio do Ministério Público Estadual fomos reconhecidos e vencemos duas categorias. Só Deus para proporcionar tantas vitórias. Para Ele, toda minha gratidão. Valeu família TV Gazeta por tudo. Sozinho a gente não consegue nada. Fazemos isso não por obrigação, mas por paixão ao jornalismo.”

Premiação

Em relação às edições anteriores, o diferencial esse ano ficou por conta da premiação. Receberam valor em dinheiro os trabalhos que alcançarem maior nota de avaliação, independente da categoria, nos valores de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil, do primeiro ao terceiro lugar, respectivamente.

Os demais vencedores, dispostos nas categorias jornal impresso, telejornalismo, radiojornalismo, jornalismo digital, destaque acadêmico e fotojornalismo, receberam premiação em troféu. “Queremos honrar o papel social da imprensa. A nossa relação com os jornalistas é uma relação muito íntima. Estamos sempre interagindo. Vocês estão sempre aqui”, declara a Procuradora-Geral de Justiça Patrícia Rêgo.

{youtube}-sI6W5D3ZEg{/youtube}

Deixe uma resposta