Ufac oferece serviço médico a estudantes

 

Nem todo mundo sabe, mas a Universidade Federal do Acre (Ufac) disponibiliza, gratuitamente, a servidores e estudantes da instituição atendimento médico especializado. Os serviços, que incluem consultas médicas, psicológicas, fisioterápicas, de enfermagem e assistência social, são oferecidos diariamente em dois turnos — manhã e tarde. Os atendimentos são agendados pelo Setor de Saúde da instituição que funciona no bloco da coordenação do curso de medicina.

 

Vinculado à Diretoria de Saúde e Qualidade de Vida da Pró-reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas (Prodgep), o Setor de Saúde conta com um quadro atual de quatro médicos (dois clínicos gerais, um ginecologista e um pediatra), uma assistente social, uma fisioterapeuta, uma enfermeira, um técnico e um auxiliar de enfermagem.

 

“A psicóloga da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes) que atende aos estudantes também realiza atendimentos aos servidores. Já o serviço de pediatria é ofertado apenas a servidores”, frisa a enfermeira do Setor Médico, Priscila Miranda.

 

Em geral, os serviços são agendados de um dia para outro respeitando o limite de 12 atendimentos diários para cada médico. As consultas de enfermagem, que incluem verificação de pressão, curativos e aplicação de medicações, chegam a vinte por dia.

 

De acordo com Priscila, o procedimento de agendamento é simples. Basta se dirigir ao Setor Médico munido do documento de identificação ou ligar para os números 3901-2573/3229-4835 e informar nome e categoria (servidor ou estudante). Dependentes diretos de servidores (pai, mãe, cônjuges e filhos) também são beneficiários. O Setor Médico funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 14h às 17h. As terças- feiras são exclusivas para serviço de perícia médica.

 

“O Setor de Saúde é um espaço fundamental dentro da universidade, pois oferece à comunidade universitária serviços de assistência (com as consultas) e promoção (com a formação de grupos de prevenção) à saúde, visando sempre a qualidade de vida dos usuários”, ressalta Miranda.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*