Banner SibaGE

“Vou contribuir. Ele é honesto”, garante Sibá Machado

A Câmara está em recesso, mas o trabalho do deputado federal Sibá Machado(PT) continua. No Acre, o parlamentar realiza diversas agendas e tenta aproveitar, ao máximo, o período. Afinal, este ano tem eleição em outubro.

“Não parei. Dentro do PT temos que discutir as questões eleitorais”, disse. Nos próximos dias, Sibá acompanha 12 estudantes para conhecer indústrias do Rio de Janeiro. A ação é promovida pelo gabinete do deputado.

Machado também comentou às eleições internas do partido, em novembro do ano passado. Apesar da expressiva votação, ele saiu derrotado do pleito. “O processo ajuda muito e o PT ganhou”, afirmou. Segundo Sibá, o Acre, proporcionalmente, foi o estado que mais levou militantes para as urnas.

Para este ano, uma das causas que o deputado vai se empenhar é o pedido de revisão dos limites entre os estados do Acre e Rondônia. Ele questiona as terras que o estado perdeu no passado. “Este assunto não está resolvido desde 1903, ano da assinatura do Tratado de Petrópolis”, enfatizou.

A intenção de Sibá é pedir a revisão por meio de ação judicial no Supremo Tribunal Federal. Caso seja aprovado, o novo limite entre os dois estados seria o rio Madeira. Com isso, o Acre seria beneficiado com os royalties das usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio. “O Acre não pode abrir mão”, declarou.

Questionado sobre a campanha promovida pela família do petista José Genoíno para arrecadar dinheiro e pagar a multaa que foi apenado no processo do mensalão, Machado falou estar de acordo e argumentou que o colega de partido não tem condições de arcar com os mais de R$ 600 mil. “Vou contribuir com Genoíno. Ele é honesto”, concluiu.

Deixe uma resposta