Espetáculo com entrada franca

Candeeiro apresenta “Depois de Dora” no Theatro Hélio Melo

“Depois de Dora" estreia nesta sexta-feira (6), às 19h, no Theatro Hélio Melo [anexo ao Memorial dos Autonomistas]. O espetáculo também será apresentado nos dias 7, 13 e 14 de março e nos dias 3, 4, 10 e 11 de abril. O texto sugere reflexões sobre a morte física e ainda em vida, compartilhando experiências e ressignificando a existência humana.

Por caminhos internos e obscuros, uma turma de quatro amigos estudantes de jornalismo recruta a plateia para juntos explorarem os mistérios da trágica despedida da personagem que dá nome à peça, a controversa Isadora. “Somos nós que vemos o tempo passar ou é ele, o tempo, que nos assiste?”, provoca o diretor Hysnaip Moura, que prepara o elenco de nove atores desde novembro de 2019.

A dramaturgia é de Nolram Rocha, outro membro-fundador do grupo que acaba de participar da recente temporada de “Roda Viva”, de Chico Buarque de Hollanda, encerrada no fim de janeiro. O convite para atuar no Teatro Oficina (SP), que foi concebido na década de 1960, partiu do teatrólogo Zé Celso Martinez Corrêa – considerado uma lenda viva do tablado brasileiro.