Sábado, 19 de Setembro de 2020

Homem tem prisão preventiva decretada

Ele teria ameaçado a própria mãe, descumprindo medida preventiva

O homem que responde por crimes de violência doméstica contra a própria mãe, descumpriu a medida preventiva imposta a ele, indo até a residência da vítima para ameaçá-la. O Juízo da Vara de Proteção à Mulher e Execuções Penais da Comarca de Cruzeiro do Sul decretou sua prisão preventiva, pelo prazo de 60 dias.

Após os crimes de violência doméstica o homem foi preso preventivamente, depois passou à prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica para que pudesse realizar o tratamento de drogadição da Associação de Pais e Amigos de Dependentes Químicos (APADEC).

No entanto, ele rompeu a tornozeleira e fugiu da instituição, depois de ser recapturado teve a prisão mantida por quase dois meses, sendo posto em liberdade em seguida.

Dois dias depois de estar em liberdade, o homem voltou a praticar crime de violência doméstica e descumprir à medida que lhe proibia a aproximação com a vítima.
Para a justiça, não existe razão plausível para o réu ir à residência da vítima. “A prisão em flagrante deve ser convertida em prisão preventiva para garantir o cumprimento das medidas preventivas. Uma vez que o réu foi até a casa da mesma e a ameaçou de morte”, diz trecho da sentença.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado