Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020

Homicídio: dupla é condenada a 60 anos

Vítima foi esquartejada no ano de 2017 em Rio Branco

A 1ª Vara do Tribunal do Júri condenou, em sessão nesta terça-feira (22), Denilson Rocha Santos e Douglas da Silva Leontino a mais de 67 anos de prisão pela morte da diarista Marcela Andréia Ferreira Barbosa.

A vítima foi morta com requintes de crueldade em novembro de 2017. O corpo de Marcela foi esquartejado em oito partes e colocado em duas malas que foram encontradas no Igarapé Judia, em Rio Branco.

Denilson e Douglas foram condenados por homicídio, ocultação de cadaver e vilipêndio. Denilson foi condenado a 40 anos e 10 meses de prisão. Já Douglas recebeu pena de 27 anos. Os réus não terão direito de recorrer da decisão em liberdade, decidiu a juíza Luana Campos.

O inquérito foi presidido à época pelo delegado Remulo Diniz que chegou até os acusados por meio de investigação criminal onde coletou provas indeléveis juntadas ao processo que levou a justiça a condenação dos homicidas.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado