Ministério da Saúde acompanha vacinação nas regiões de fronteira do Acre

Objetivo da vacinação é conter avanço de possíveis variantes do vírus

O Acre foi o primeiro estado a receber a visita de Rodrigo Cruz, secretário executivo, e Márcio Arbachdo, diretor de programas da Secretaria Executiva, ambos do Ministério da Saúde (MS). Na manhã desta sexta-feira (23), a equipe do governo federal aterrissou em solo acreano, e logo em seguida, se deslocou para Plácido de Castro, município a 75 quilômetros de Rio Branco, na fronteira com a Bolívia.

“A agenda é em decorrência da última remessa de vacinas contra a covid-19 para imunizar em caráter excepcional as populações das áreas de fronteira”, explica a secretária de Estado de Saúde do Acre, Paula Mariano. A comitiva do governo federal também foi informada, em reunião com a secretária, sobre as estratégias utilizadas pelo Acre no enfrentamento da pandemia.

Além de Rodrigo Cruz, Márcio Arbach e Paula Mariano participaram também da agenda o secretário executivo do MS no Acre, Éden Miranda e as secretárias adjuntas Adriana Lobão (Assistência à Saúde) e Muana Araújo (Executiva).

“Brasileiros que moram em estados que fazem fronteira com outros países estão tendo prioridade na vacinação contra a covid-19. Nós, do Ministério da Saúde, começamos a enviar doses de vacinas para imunizar essa população, com o objetivo de reforçar a proteção nessas localidades para conter o avanço de possíveis variantes do vírus”, ressalta Cruz.

No Acre, além de Plácido de Castro, estão sendo contemplados os moradores de Brasileia, Epitaciolândia e Assis Brasil, no Alto Acre, incluindo a população de 18 anos.

Deixe uma resposta