banner-concurso

Anatel abre inscrições para concurso público

Formulário online estará disponível até o dia 1º de Agosto

Para quem tem nível superior são 68 vagas. As funções disponíveis são para o cargo de analista administrativo nas áreas de administração, arquitetura de soluções de tecnologia da informação e comunicação, desenvolvimento de sistemas de informação, direito, engenharia civil e suporte, e infraestrutura de tecnologia da informação.

Também exige curso superior a função de especialista em regulação de serviços públicos de telecomunicações. Para esta última, os selecionados serão para as áreas de mídia digital, contabilidade, economia, engenharia, métodos quantitativos e direito.

Já as 32 vagas de nível médio, são para técnicos administrativos nas especialidades de administração e comunicação e técnicos em regulação de serviços públicos de telecomunicações.

Concorrência acirrada

Com salários que variam entre 5.418,25 e 11.403,90 reais, o concurso promete ser disputado. “Concursos para agências reguladoras têm como característica a convocação rápida, o que atrai muitos concurseiros”, diz Karina Jaques, professora do curso online Agora Eu Passo.

De acordo com ela, as chances de que o número de convocações vá além das 100 oportunidades anunciadas é grande. Outro ponto que aumenta o interesse pelo concurso é o fato de que a agência seja de âmbito nacional. “Há a possibilidade de remoção para outra unidade da Federação, após cumprido o prazo de 36 meses, conforme publicado no edital”, diz a professora. As inscrições vão até o dia 1º de agosto pelo link: http://www.cespe.unb.br/concursos/ANATEL_14/.

Novidades deste edital

O último concurso da Anatel teve edital publicado em 2012 oferecia oportunidades apenas para os cargos de analista administrativo e de técnico administrativo. Já o deste ano tem vagas para diversas especialidades em nível superior e médio.

Segundo Karina Jacques, duas novidades merecem destaque “A saída da disciplina informática dos conhecimentos básicos de nível médio e superior, exceto para as áreas de TI e a saída da disciplina ética no serviço público como disciplina de conhecimentos básicos tanto em nível médio e superior”, destaca.

Deixe uma resposta