Governo do Acre publica edital para o concurso do Corpo de Bombeiros

Serão ofertadas 153 vagas, sendo 122 para homens e 31 para mulheres

O Governo do Acre divulgou nesta segunda-feira (10), o edital do concurso público de vagas para nível superior com matrícula no Curso de Formação de Aluno Soldado Combatente do Corpo de Bombeiros Militar. Serão ofertadas 153 vagas, sendo 122 masculinas e 31 femininas. A remuneração é de R$ 4.344,22.

O prazo de validade é de dois anos, a contar da data de publicação do edital e homologação do resultado final. O cadastro de reserva ficará limitado ao percentual de 20% das vagas existentes. O concurso será divido em três fases: a primeira com prova objetiva; a segunda com prova de aptidão física, exame psicotécnico, exame médico e toxicológico; e a terceira e última uma investigação criminal e social.

A prova objetiva está marcada para acontecer no dia 6 de março de 2022. O valor da inscrição será de R$ 53,00. As inscrições para o concurso público serão realizadas pela Internet, no endereço eletrônico do IBFC, www.ibfc.org.br, na aba “Inscrição e 2ª via do Boleto” e estarão abertas a partir das 8h do dia 11 de janeiro até às 21h do dia 7 de fevereiro, sendo o dia 8 de fevereiro o último dia para o pagamento do boleto bancário.

Para realizar a solicitação de isenção do pagamento da inscrição, o candidato deverá preencher o Requerimento de Isenção do Pagamento de Inscrição no site do IBFC, www.ibfc.org.br, na aba “Inscrição e 2ª via do Boleto”, no período de 11 a 13 de janeiro.

Para participar, o candidato terá que ter idade mínima de 18 anos e no máximo 30. Ter nível superior completo, estatura mínima de 1.60 m para homens e 1.55 m para mulheres; estar em dia com as obrigações eleitorais; não obter condenações em virtude de crimes contra a administração pública, entre outros requisitos.

Não haverá vagas destinadas a candidatos com deficiência em decorrência da incompatibilidade com as atribuições e complexidade do cargo, pois se trata de serviço destinados à segurança pública, à preservação da ordem pública e à incolumidade das pessoas e do patrimônio, tratando-se, portanto, de função que envolve grande risco e exigindo plena capacidade física, visual, auditiva e mental.

Deixe uma resposta