201117-policia-violenciacontramulheres-arquivo

9ª Semana pela Paz em Casa tem razão de ocorrer no Acre

4º Estado em violência doméstica no país

Para reduzir o silêncio que ainda impera entre quatro paredes quando o tema é Violência Contra a Mulher, foi lançada em Rio Branco, nessa segunda-feira, a 9ª Semana pela Paz em Casa.

A ideia é reforçar a rede de proteção e incentivar que a mulher possa denunciar seu agressor. Há ainda, uma tentativa de implantar uma prevenção mais incisiva que leve o infrator a ser punido e dê chance à mulher de recomeçar a vida com dignidade.

Quando se busca a explicação na estatística, o Acre vive um cenário preocupante: é o quarto estado brasileiro com mais índices de violência doméstica. Atualmente, existem 7,2 mil inquéritos de mulheres que decidiram por fim ao sofrimento e 3,3 mil processos tramitando nas Varas de proteção à Mulher.

Como só a repressão não funciona, os órgãos que fazem parte da rede protetiva buscam alternativas para conscientizar os homens e evitar tanta violência. Segundo a Juíza da Vara de proteção á mulher de Rio Branco, Shirley Hage, na maioria dos casos de violência contra a mulher, o homem apresenta sinais de embriagues ou consumo de outras drogas. “É um problema social a violência contra a mulher, por isso medidas preventivas devem ser tomadas em todos os poderes”, acrescentou.

Nessa segunda-feira foi lançada a 9ª semana da Justiça pela paz em casa. A coordenadora estadual das mulheres em situação de violência doméstica, desembargadora Eva Evangelista, divulgou a programação dos eventos que serão realizados durante essa semana em busca de reduzir essa violência.

A Justiça vem fazendo mutirões para julgar os processos e criando programas de atendimento a mulher vitima e também ao agressor. Há, ainda, o fortalecimento da rede de proteção. As mulheres quando precisam ser protegidas, ficam em abrigos junto com os filhos até que cessem os riscos de sofrer a violência.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*