180817-policia-operacaocerebros-assessoria

Acre é o segundo do país em taxa de aprisionamento

Dados são do Relatório de Gestão do Infopen

O Relatório de Gestão do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas (DMF) mostrou dados que apontam o Acre como o segundo do país em taxa de aprisionamento. É ultrapassado pelo Mato Grosso do Sul.

O Acre tem taxa de aprisionamento de 656,8 presos para cada grupo de 110 mil habitantes. E o Mato Grosso do Sul registra 696,7 presos para cada grupo de 100 mil habitantes. Rondônia está em terceiro lugar com, 606,1. Esses números querem dizer o quê? De forma imediata, a leitura que se faz é o fato de os três estarem localizados em região de fronteira. Usando o critério localização geográfica, o ponto fora da curva é Mato Grosso com taxa de 313,5.

Outra evidência apresentada com esses números mostra a eficácia das forças policiais. Em uma expressão: o volume de prisões executado pelas polícias é alto.

Os números em si manipulam o olhar do leitor para uma armadilha: relacionam as políticas públicas da área de Segurança para a ação policial. O que é um erro. A ação das polícias ocorre quando tudo mais falhou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*