150816-politica-quentinhasdaredacao-cedida

Acusado de matar cabo da PM tem julgamento adiado

Caso trágico completa um ano em agosto

O julgamento do jovem Kennedy Magalhães, acusado de matar o cabo Alexandro dos Santos, foi cancelado. O júri popular estava marcado para essa quarta-feira, dia 17 de maio, mas foi adiado para o próximo mês. Isso por que o juiz Alisson Braz precisou viajar. Em agosto, o caso completa um ano.

Na época, Kenedy foi abordado por policiais militares, resistiu à prisão e durante uma luta corporal ocorreu o fato que tirou a vida do agente de segurança. Toda a cena foi gravada por um celular e mostra o exato momento do disparo. Agora, a defesa do réu tenta provar que o tiro não foi efetuado por ele, com base em laudos e outras provas.

Os policiais, que também estavam na abordagem, garantiram que o disparo foi feito por Kenedy que, segundo eles, teria sacado a arma de Alexandro e atirado no pescoço da vítima. O policial morreu na hora e o suspeito foi preso em flagrante.

O Ministério Público sustenta que a culpa é do jovem, que agiu com violência e resistência contra os policiais que o abordaram.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*