thumb delegaciabandonada

Antiga delegacia vira ponto de prostituição e de usuários de drogas

Há dois dias, um homem foi encontrado morto no prédio

Nenhum órgão do governo do Estado se apresentou como responsável pelo prédio abandonado, onde um homem foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, 4. Manoel Araújo de Nascimento de 41 anos estava no sofá, o único móvel que sobrou da antiga delegacia onde funcionava a base da Polícia da Família.

O fato aconteceu na manhã de segunda-feira, o homem encontrado  era conhecido na região e contumaz em ingestão de bebida alcoólica, e segundo o Instituto Médico Legal morreu de parada cardíaca. Manoel praticamente morava na antiga base, que apesar do abandono durar mais de dois anos ainda preserva uma boa estrutura. Já as portas, equipamentos e outras peças foram levados ou destruídos.

O local é frequentado por usuários de drogas, de bebidas alcoólicas e segundo  os moradores, jovens usam o local para prostituição, e chegam até a fazer festas. A moradora vizinha,  Elizângela Rodrigues, reclamou que nos fins de semana é impossível dormir com tanto barulho.

A sala onde Manoel morreu funcionava o Programa Provida, que ajudava as famílias carentes do bairro Jorge Lavocat. Os policiais da família ajudaram a reduzir a violência na região, agora a mesma base faz o trabalho inverso: ajuda a incentivar a violência. Segundo o vendedor Aldeni Martins, que trabalha vizinho à base, já foram feitas várias reclamações à prefeitura e ao governo do estado, e a base continua abandonada.

Procuramos a Secretaria de Policia Civil para saber porque a delegacia foi abandonada. Fomos informados que o imóvel não pertence à polícia, e, também não conseguimos saber, quem é o responsável pelo abandono da base. Não existe um proprietário visível.

Deixe uma resposta