Banner loterica

Após assalto, movimento cai e lotérica vai mudar de endereço

Roubo aconteceu no dia 10 de outubro do ano passado

O dia 10 de outubro de 2013 marcou a Capital acreana. Após tentativa frustrada de assalto, Moisés do Nascimento Santos e Antônio da Silva Feitosa fizeram mais de vinte pessoas reféns. Foram sete horas de angústia e tensão.

Ao final, a dupla foi presa e ninguém se feriu. Pouco mais de três meses após o crime, o clima ainda é de insegurança na casa lotérica, mesmo com a presença de policiais por perto. Sem contar os momentos de pânico que vão ser difíceis de esquecer.

“A gente entra aqui com medo e até prefere procurar outra lotérica”, disse o serralheiro José Araújo. “O receio é o tempo todo. Tendo em vista a onda de assalto está em todo lugar”, comenta Radamés Freitas, policial militar.

Na casa lotérica, ninguém quis gravar entrevista. Mas a gerente informou que o movimento não é o mesmo desde aquele dia. O fluxo de pessoas diminuiu cerca de 40%. Para evitar mais prejuízos, o estabelecimento vai mudar de endereço após 19 anos atendendo no mesmo local.

O novo prédio, que fica a 60 metros de distância, já está pronto. Falta apenas autorização da Caixa Econômica Federal. Na justiça, a terceira vara criminal realizou audiência de instrução com os dois acusados pelo crime na última quinta-feira, 24.

Outras 16 vítimas e dois policiais também foram ouvidos. O clima durante o interrogatório foi de nervosismo. Três vítimas choraram e uma senhora afirmou que, por medo, jamais entrou em uma lotérica. Faltam apenas as alegações finais do processo. A previsão é que a sentença dos réus saia no próximo mês.

Deixe uma resposta