1209-policia-drogaspnsd

Apreensão de 276 Kg de cocaína expõe cenário da rotina ashaninka

Assassinatos recentes denunciam narcotráfico

A apreensão de 276 quilos de cocaína pura feita pela Polícia Federal no Parque Nacional de Serra do Divisor na quinta-feira aponta o contexto de violência a que estão sujeitos os índios ashaninka na região do Juruá, na fronteira com o Peru.

Além da droga, foram apreendidos uma espingarda calibre .28 e um fuzil, calibre 7.62mm, com numeração raspada, segundo a PF.

A polícia afirma que os responsáveis pelo transporte da droga conseguiram escapar. Não se sabe precisamente quantas pessoas estavam traficando no momento do flagrante. A abordagem dos policiais não fez parte de nenhuma operação especial e não foi resultado de nenhum sistema de inteligência. Foi uma abordagem de rotina.

Essa rotina é o que os índios ashaninkas convivem. Além dos traficantes, há também o trabalho dos madeireiros peruanos, o problema ainda mais dramático para os povos indígenas.

Foi justamente para prevenir e combater esses problemas que Edwin Chota Valera, Leoncio Quinticina Melendez, Jorge Rios Perez e Francisco Pinedo, todos ashaninkas peruanos, foram assassinados quando se dirigiam para a Apiwtxa, do lado brasileiro.

Deixe uma resposta