Thumb blitz1

Casal dribla blitz Álcool Zero, mas é preso em mercado

Caso aconteceu as 6horas deste domingo na Av. Nações Unidas

As rigorosas blitzes da Álcool Zero no Acre virou motivo de polêmica entre a sociedade acreana principalmente neste final de semana. Um suposto dribla à barreira por um casal na manhã deste domingo (13) causou várias críticas por parte de internautas.

O dia já clareava quando uma blitz foi montada na Av. Nações Unidas, nas proximidades do Mercado do Bosque. O local é ponto de encontro para quem sai das baladas nas madrugadas. Foi lá que um casal foi recolhido e algemado por policiais militares.

Segundo relato de testemunhas que estavam no local, o casal estava tomando café quando dois policiais chegaram e pediram que os dois fossem até a blitz para o procedimento do teste de bafômetro. O casal se recusou acompanhar os militares e foi algemado.

“Achei abusiva a maneira como a polícia tratou as pessoas. Essas pessoas não estavam ao volante no momento que foram detidas. Elas estavam tomando café no mercado. Ainda teve um policial que disse: “Vagabundo tem que ser tratado assim””, disse uma das testemunhas que presenciou o fato.

PM diz que foi ordenado casal parar em blitz
O sargento Wenison Nascimento, da Polícia Militar do Acre, que participou da operação Álcool Zero, Branco, disse que o casal ignorou a blitz, parou o carro próximo à barreira e fugiu para o mercado. Veja a nota postada no Facebook.

“É engraçado a forma tendenciosa de como a noticia é compartilhada e os desenformados da geral comentam com total falta de conhecimento de causa.

1º Operação álcool zero tem como único foco aplicar as medidas cabíveis aos condutores que teimam e dirigir sob influencia de álcool, e na nossa cidade são inúmeros, que não estão nem aí pra quem quer que seja.

2º Esta abordagem tem todo um histórico, antes de chegar nesse ponto. Foi ordenado para este cidadão para que o mesmo parasse no local, porem ignorou, tentou fugir, de repente parou o veiculo, saiu rapidamente do veiculo e correndo entrou no mercado citado tentando fugir da policia. Estava em visível estado de embriagues alcoólica, desacatou a guarnição e uma mulher que o acompanhava resolveu partir pra agressão também. Vir aqui dizer que estavam simplesmente sentados no mercado tomando café é covardia, pois o cara ate tentou se esconder em um banheiro.

3º Ser ou não parente, amigo, ou seja lá o que for de autoridades, não significa que sejam imunes as leis de transito.

4º Dizer que a policia só pensa em “arrecadar” é discurso de quem quer ver o caos tomar de conta da sociedade. Quero ver esse discurso se algum dia um parente seu for vitima de um irresponsável no transito.

5º O CTB está sendo aplicado desde 1998, não cabe a policia nem aos agentes de transito educar, e sim aplicar conforme o que for constatado.

6º Quanto a esse aí que acusa os policiais de corruptos, DENUNCIE E PROVE. Não seja covarde em fazer acusações levianas, pois esses policiais bem que poderiam está em casa dormindo, mas não, estão tentando trabalhar para o bem maior da sociedade, apesar da própria sociedade os criticar.

7º Durante a operação álcool zero realizada nas imediações do mercado do bosque, vários moradores das proximidades foram até o local onde estávamos e agradecera e parabenizaram os policiais que ali estavam, dizendo que já estava passando da hora dessa operação, pois viam ali muitos absurdos e abusos por parte de condutores que saiam das festas e se deslocavam para aquele mercado”.

Deixe uma resposta