Chefe de gabinete de Gladson Cameli tem prisão decretada

2ª fase da Operação Ptolomeu identificou obstrução da investigação no Governo do Acre

A Polícia Federal do Acre deflagrou na manhã desta quarta-feira (22), a 2ª fase da “Operação Ptolomeu”, dando continuidade as investigações envolvendo ilícitos de corrupção e lavagem de dinheiro relacionados à membros do Governo do Estado do Acre.

Nesta segunda fase, a Polícia Federal identificou um conluio entre servidores públicos, que, após a deflagração da operação no último dia 16 de dezembro, praticou diversos atos direcionados a obstrução da investigação, na tentativa de destruição de provas essenciais para a continuidade das apurações.

Diante da gravidade dos fatos ocorridos, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decretou a prisão preventiva da chefe de gabinete do governador do estado, além da imediata instauração de novo inquérito policial visando a apuração do crime de obstrução de investigação de organização criminosa.

Por ordem ainda do STJ, policiais federais cumprem na manhã desta quarta-feira cinco mandados de busca e apreensão na cidade de Rio Branco, em endereços relacionados aos envolvidos no embaraço às investigações.

Deixe uma resposta