110319-incendio-lojas-centro

Corpo de Bombeiros libera acesso parcial a lojas incendiadas

Lojistas começam a contabilizar prejuízo

Na manhã desta segunda-feira (11) o Corpo de Bombeiros liberou parcialmente as lojas atingidas pelo incêndio ocorrido na noite da ultima quinta-feira (7) no centro da cidade.

Apesar da liberação, riscos de acidentes não foram descartados. “O Corpo de Bombeiros liberou parcialmente para os proprietários e funcionários fazer primeiramente a limpeza e iniciar uma obra de recuperação. Evidentemente essa obra de recuperação deve ser acompanhada por profissional habilitado da engenharia civil pra poder ver se vai ser tudo corretamente e diminuir os danos e os riscos que podem ser oferecidos”, explicou o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão.

Numa das lojas, trabalhavam 9 funcionários, após o incidente, nenhum deles sabe o que vai acontecer partir de agora. “Não é fácil a gente voltar no local de trabalho da gente, onde muitas pessoas vão ficar desempregadas, pai s de famílias responsáveis por uma casa, que têm as suas famílias… é bastante difícil saber como que vai ficar agora a situação de cada um”, disse o vendedor Lucas Oliveira.

O recomeçar não é tarefa fácil. Noutra loja, os funcionários trabalham na limpeza do espaço enquanto contabilizam o prejuízo. “Realmente o fogo não atingiu dentro da loja, mas a proteção do gesso e a cobertura que ajudou muito, mas o fogo quase que chega aio deposito, aí o prejuízo ia ser maior”, contou o vendedor Carlos Barbosa.

Nessa hora, outros comerciantes e vendedores compartilham da mesma dor.

Elias Mendes tem um box que fica bem em frente as lojas atingidas pelo incêndio. Para ele, o momento deve ser de solidariedade. “A gente também sente porque a gente também é comerciante também. Mas no momento nós também ajudamos, numa hora dessas todo mundo tem que ajudar os outros.”

É importante lembrar que o laudo que irá apontar a causa do incêndio ainda não foi concluído e que riscos, no local, ainda existem. “Existe perigo ainda. Nós tivemos um incêndio ali de grandes proporções, onde a temperatura foi elevadíssima. Nós tivemos danos estruturais nas paredes, mesmo mínimos, porém existe o risco,” concluiu o major Falcão.

Entenda o caso

Na última quinta-feira (7) o incêndio atingiu oito lojas que ficam localizadas no calçadão da Benjamin Constant. Em poucos minutos, as chamas pareciam estar fora de controle. As equipes do Corpo de Bombeiros que foram acionadas conseguiram evitar que o estrago fosse ainda maior. Mesmo assim, a imagem que ficou é de destruição. A área foi isolada e os trabalhos da perícia é que vão apontar o que causou incidente.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*