Detento é morto por colegas de cela dentro de presídio em Rio Branco

Crime ocorreu na noite deste domingo e os próprios presos teriam confessado

O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) informou por meio de nota pública que por volta das 21h30 deste domingo (5), o Complexo Penitenciário de Rio Branco registrou o falecimento do detento Raimundo Morais de Souza, 40 anos, que se encontrava em isolamento preventivo juntamente com outros quatro presos na cela 27 do pavilhão A.

Os policiais penais questionaram os detentos sobre o que havia acontecido. Eles informaram ter matado, propositalmente, Raimundo Morais em virtude do crime do falecido ter sido em desfavor de uma menor e por, também, tê-los enganado dizendo ter tabaco e trocar pelos alimentos dos demais colegas de cela quando, na verdade, tinha apenas um saco com um material de cor preta que aparentava ser tabaco.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e esteve no local, mas foi possível apenas constatar a morte do detento. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) também compareceu para realização de perícia e procedimentos de praxe.

Agora o Iapen busca contato com a família de Raimundo Morais de Souza para informar sobre o ocorrido e afirmou que vai prestar todo o amparo estabelecido em lei. Ainda segundo a nota, o Instituto também se solidariza, manifestando pesar pela perda repentina, desejando que Deus conforte os familiares e amigos neste momento de dor.

De acordo com o Observatório de Análise Criminal do Núcleo de Apoio Técnico do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), há 179 dias não se registrava morte no Sistema Prisional do Acre. o Iapen informou ainda que vai acompanhar toda a investigação necessária para a devida elucidação do crime.

Deixe uma resposta