220119-policia-agentes-investigados

Dois agentes penitenciários são exonerados no Acre

Outros 4 foram afastados por 60 dias

A exoneração dos dois agentes penitenciários foi publicada na segunda-feira (21) no Diário Oficial do Estado. A portaria foi assinada pelo Diretor Presidente do Instituto Penitenciário do Acre, Lucas Gomes.

Segundo as investigações, Marivaldo Vitor da Silva e Josimar da Silva Ferreira, estavam envolvidos com facções criminosas.

Marivaldo foi preso em fevereiro do ano passado suspeito de tentar entrar no presídio de segurança máxima Antônio Amaro com munições de uso restrito.

Josimar foi condenado por deixar celulares em uma das celas do presídio Evaristo de Moraes, no município de Sena Madureira. Ele foi preso em junho de 2017 e na época confessou o crime ao delegado. O agente alegou que cometeu o ato porque era coagido pelos reeducandos.

“São dois servidores que já foram condenados e que inclusive estão sendo monitorados pelo uso de tornozeleira eletrônica e que agora já foram desligados do quadro do Iapen”, afirma o Diretor do Iapen, Lucas Gomes.

O Iapen afastou também outros quatro agentes por 60 dias. Três deles são acusados de terem facilitado fugas de dentro do presídio, o outro por corrupção. Além disso, existem outros servidores suspeitos que podem ser afastados nos próximos dias disse o diretor do Iapen.

“Foi publicado o início de procedimento administrativo disciplinar para apurar essas condutas, mas outros servidores também estão sendo investigados no intuito que a gente limpe o nosso quadro de servidores e não permita que servidores com essa conduta venha manchar a imagem de quem trabalha com honra e zelo para o serviço público”, conclui o diretor.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*