Banner Homicidios

Em 4 anos, número de mortes por assassinato cresceu 150% no Acre

Dados são da Secretaria de Segurança Pública do Estado

Nos últimos quatro anos, o número de homicídios no Acre aumentou em 150%. De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública, desde 2011, os casos de assassinato se multiplicam pelo Estado. Até a data de hoje, 09 de abril, foram 66 homicídios, enquanto no mesmo período há quatro anos eram 27.

Os números são frios, mas eles indicam que a violência cresceu assustadoramente.  A partir de 2011, essa estatística vem só aumentando. Em 2012, foram 50 homicídios; em 2013, 56 e 2014, 66.  

Boa parte desses crimes é execução, crime cometido entre grupos de criminosos rivais que disputam território. E essas execuções nunca foram tão frequentes, nem mesmo no período do esquadrão da morte.

Tem ainda as mortes nos assaltos, como o comerciante no bairro da Sobral, que esta semana perdeu a vida por que não quis entregar a chave do carro.

O Secretário de Segurança Pública Reni Graebner  informou que muitos desses crimes não têm como a polícia evitar. “Os bandidos se programam para matar rivais em suas áreas;  a disputa pelo tráfico de drogas é a culpada da maioria dos crimes”, revelou.

Enquanto se levantava os dados estatísticos para esta matéria, acontecia mais um homicídio no bairro Taquari. O jovem Cleiciano Souza da Costa, de 22 anos, levou quatro tiros, dois na cabeça, quando estava na frente do seu comércio.  Em seguida, chega outra notícia, em Tarauacá, Antônio Calixto foi retalhado com um facão. Um primo da vítima decidiu vingar-se de um crime cometido por Francisco contra seu pai.

Em Rio Branco, segundo dados da secretaria, o bairro Taquari é a região mais violenta do Estado.  Somente este ano foram seis assassinatos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*