Em Feijó, 22 pessoas são presas por organização criminosa e tráfico

Operação Shinigami foi deflagrada na manhã desta terça-feira pela Polícia Civil

A Polícia Civil, em Feijó, deflagrou nas primeiras horas desta terça-feira (5), a “Operação Shinigami” e prendeu 22 pessoas envolvidas em crimes de organização criminosa e tráfico de drogas na região em cumprimento de mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão.

A investigação, iniciada em março de 2020, foi coordenada pelo delegado Railson Ferreira e tem como principal objetivo mapear e identificar membros de organização criminosa que agiam no cometimento de crimes, sobretudo no de trafico de drogas.

Os alvos da operação foram presos em Feijó, Sena Madureira e Rio Branco. Dentre os presos está um homem de 27 anos e outro de 30 anos, ambos decidiam a morte de outras pessoas, o que faz jus ao nome da operação policial. Eles respondem a vários processos inclusive por homicídio. Todos os presos foram encaminhados a Delegacia Geral de Feijó para procedimento praxe e em seguida colocados à disposição da justiça.

O nome da operação “Shinigami” significa “Deus da morte” em japonês, e é um termo usado no Japão para descrever entidades sobrenaturais presentes na mitologia que convidam os seres humanos à morte ou que os induzem a cometer suicídio.

Deixe uma resposta