Banner-comerciantesena

Em Sena: comerciante quer vender tudo e ir embora

Ambiente de violência leva desânimo a comerciante 

Antônio José Mesquita tem 52 anos e um pequeno comércio em Sena Madureira. Vende joias. Não é um produto muito popular, sobretudo em uma cidade pobre. Mas, ele teima no segmento. No entanto, a razão está ganhando da insistência.

O assassinato da servidora Ivanilde Costa Rodrigues chocou muito o pequeno empresário. A residência fica em frente ao Hospital João Câncio Fernandes.

Ele já foi assaltado duas vezes. O último aconteceu há dois meses. Dois bandidos chegaram armados rederam ele e a família. “Os assaltantes humilharam todo mundo agredindo e ameaçando de morte todos”, lembra, nervoso.

Saíram da casa levando mais de R$ 80 mil em joias e alguns eletrodomésticos. Ele registrou boletim de ocorrência, “mas, até hoje nada foi feito para prender os ladrões ou recupera as joias”.

Cansado da violência que está contaminando Sena Madureira, o empresário disse que está disposto a vender tudo e ir embora, com medo de ser assaltado mais uma vez. “A droga está correndo solta (sic), tanto de dia como a noite”, relata o empresário. “Na praça central, mesmo, você pode acreditar no que eu digo: à luz do dia eles fumam droga ali”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*