070417-policia-caminhaolixohospitalar-cleriston

Empresa multada volta a cometer crime ambiental

Lixo hospitalar é transportado irregularmente

A empresa Liberdade Ambiental, contratada pela Secretaria de Estado de Saúde volta a ser flagrada cometendo crime ambiental. Na noite dessa quinta-feira, um caminhão fretado pela empresa foi apreendido pelo pelotão florestal da Polícia Militar e levado para a delegacia do Bujari.

O veículo, um caminhão baú, desses que faz mudanças, carregava 8 toneladas de lixo hospitalar. Os resíduos estavam sendo levados para Cruzeiro do Sul, onde a Liberdade Ambiental mantém um incinerador.

Para tentar enganar a fiscalização, a empresa colocou embalagens de óleo para motor na parte da frente. Quando a polícia olhou por cima dos barris, encontrou milhares de sacos de lixo hospitalar sem nenhuma proteção.

Segundo o delegado Rafael Pimentel, para esse tipo de transporte, a empresa é
obrigada a ter veículo adaptado com toda segurança. Deve ter ainda informações externas sobre a carga e o nome da empresa e o motorista deve ter passado por cursos técnicos.

“Como a Liberdade Ambiental desrespeitou essas regras o motorista foi preso e a empresa vai responder pelo crime ambiental. Estamos instaurando todos os procedimentos e teremos que levar esse caminhão para um lugar seguro para repassar para outro caminhão adaptado todo esse resíduo hospitalar. Depois seguirá para onde está o incinerador na região do Juruá”, explicou.

O Imac e o Ministério Público enviaram técnicos até o Bujari. Ainda essa semnana a empresa Liberdade Ambiental foi multada pelo Imac em R$ 100 mil. Há 40 dias, ela foi flagrada armazenando lixo hospitalar em um galpão numa área residencial em Rio Branco.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*