thumb juri nov09 8

Esquadrão: Pedro Pascoal ficará no mesmo presídio de Hildebrando

Oficial foi condenado por homicídio, cometido à época do esquadrão da morte

Continua internado na Santa Casa, em Rio Branco, Pedro Pascoal, irmão de Hildebrando Pascoal, condenado pela morte do adolescente Wilder Firmino dos Santos, em julho de 1996. O garoto de 13 anos tinha problemas mentais, e, era filho de Agilson Firmino dos Santos, o Baiano, que foi morto e teve pernas e braços decepados por uma motosserra.

Segundo a denúncia, o jovem Wilder foi arrancado de casa por Pedro Pascoal e o soldado do corpo de bombeiros Sebastião Cristim, que foi morto meses depois, pelo próprio esquadrão, como queima de arquivo.

Ainda da denúncia, Pedro Pascoal queria saber a paradeiro do pai de Wilder, como o garoto não sabia, foi torturado, teve as costelas quebradas, ácido foi jogado no adolescente, e, em seguida, Pedro Pascoal desferiu um tiro na cabeça do adolescente.

O caso só foi denunciado em 1999 pelo então presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargador Gercino José da Silva Filho. Posteriormente, aconteceram as prsões de vários membros do esquadrão da morte, inclusive a de Hildebrando Pascoal.

Dez anos depois, em 2009, Pedro Pascoal foi condenado a 20 anos, em regime inicial fechado, pelo assassinato de Wilder. Ele ficou poucos meses preso. A justiça beneficiou Pedro, para que recorresse em liberdade. Só Agora, cinco anos depois, saiu a ordem de prisão.  

Apesar da prisão ter a data da última sexta-feira (25), Pedro Pascoal ainda não chegou ao presídio de Rio Branco. Quando estava sendo embarcado numa viatura da Policia Militar passou mal e continua internado e vigiado por militares.

O diretor de Instituto de Administração Penitenciária, Dirceu Augusto, informou que, possivelmente Pedro ficará no presídio Antônio Amaro, onde está seu irmão, Hildebrando Pascoal.

O diretor não soube informar se as celas dos irmãos ficarão próximas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*