190219-policia-mulher-queimada

Família pede justiça em caso de moça queimada com água quente

Marido da vítima teria jogado água fervendo na mulher

Na manhã desta terça-feira (19) o tio da jovem Algerlândia Silva Miranda, de 25 anos, procurou a produção da TV Gazeta para pedir ajuda no caso da sobrinha. Nascimento Miranda contou que ela teve queimaduras de segundo e terceiro grau após o próprio marido ter jogado água ferevendo nas partes íntimas dela. O fato aconteceu em Sena Madureira.

Segundo o tio de Algerlândia, o que tem revoltado a família é que o suspeito não foi preso, “é critica a situação dela no hospital. O que revolta a família é que ele está solto, parecendo que não fez nada,” relatou ele.

O fato foi registrado na delegacia da cidade no último dia 14, quando a autoridade policial tomou conhecimento do ocorrido. “Ligaram do hospital relatando o que tinha ocorrido e fui investigar,” disse o delegado do município, Marcos Frank Costa e Silva, que ouviu o suspeito no último final de semana.

O delegado disse ainda, que Jessé, companheiro da vítima, teria se apresentado na delegacia da cidade acompanhado por um advogado, e depois de ouvido, foi liberado. “Ele vai responder por lesão corporal grave”.

A jovem foi encaminhada ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco devido a gravidade dos ferimentos. Ela ficou com órgãos genitais, as coxas e parte da panturrilha com queimaduras de segundo e terceiro grau.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*