1209-policia-fugapousada3

Fuga na pousada socioeducativa

Diretor da unidade admite falha na segurança

Eram por volta de 7h30 da manhã quando os menores renderam os agentes socioeducativos. AGazeta.Net conversou com um deles, que prefere não se identificar. No momento da fuga, ele tentou correr, mas caiu e se machucou.

“Fui entregar o café da manhã para um infrator que estava na unidade de saúde. Quando retornei, eles tinham rendido os outros agentes com estoques. Quando tentei correr, acabei escorregando e eles me renderam e levaram para dentro de um dormitório”, enfatizou.

Dezesseis adolescentes tentaram escapar. Seis conseguiram escalar o muro com a ajuda de lençóis, as ‘teresas’. Durante a tentativa, dois menores se feriram e tiveram que ser levados para hospitais.

O diretor da unidade admite falha na segurança. Há mais de dois anos, nenhuma fuga era registrada no local. Além disso, a unidade que tem capacidade para 72 infratores, atualmente possui 95 adolescentes.

“35 adolescentes eram para estar fora, mas o processo é lento e os infratores vão demorar um pouco a sair. Essa quantidade dificulta muito nosso trabalho”, explicou Wilkerson Oliveira.

O presidente do Sindicato dos Agentes Socioeducativos afirma que a quantidade desses profissionais é insuficiente. A falta de equipamentos também é uma realidade.

“Existe uma deficiência de mais de cem agentes. Então, nós precisamos de contingente para fazer um trabalho sério dentro dessas unidades”, argumentou Beto Calixto.
Até o momento, os seis fugitivos ainda não foram localizados pela polícia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*