290119-cgu

Governo expulsa 6 servidores públicos federais no Acre em 2018

Dados foram divulgados pela Controladoria Geral da União

Em 2018, 65 servidores públicos federais foram punidos por irregularidades e atividades contrárias à lei nos estados da Região Norte: Acre (6), Amapá (5), Amazonas (12), Pará (20), Rondônia (10), Roraima (6) e Tocantins (6).

Os dados fazem parte de levantamento divulgado, nesta segunda-feira (28), pela Controladoria-Geral da União (CGU), que reúne as penalidades expulsivas – demissão de servidores efetivos, cassação de aposentadoria e destituição de cargos em comissão – aplicadas por órgãos e autarquias.

No Acre, foram seis penalidades expulsivas em 2018, sendo quatro demissões de funcionários efetivos e duas destituições de ocupantes de cargos em comissão. O motivo das expulsões foram: práticas de atos relacionados à corrupção, com três penalidades aplicadas, e abandono de cargo, inassiduidade ou acumulação ilícita de cargos, também com três casos.

Entre as unidades da federação, o Acre é o 18º em comparação proporcional – que considera o número de punições a cada mil servidores federais com maior média: 4,39 por mil. Os dados proporcionais consideram os últimos cinco anos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*