301017-policia-tiaoviana-reproducao

Governo sai em defesa de gestores acusados de desvios

“Doloroso que pessoas honestas sejam constrangidas”

O governador do Acre, Tião Viana, saiu em defesa dos gestores envolvidos em um suposto esquema de desvio de R$ 700 milhões investigados pela Operação Buracos. “É, sim, doloroso que pessoas honestas, trabalhadoras e dispostas à colaboração com as autoridades passem por constrangimentos desnecessários. Mas, assim está o Brasil”, diz o governador, sugerindo que a postura dos órgãos de controle está contaminada por influência política.

No último sábado, Marcus Alexandre foi referendado pela coligação Frente Popular do Acre (grupo político que comanda o governo desde 1999) a ser o pré-candidato ao Governo do Acre nas eleições de 2018.

A participação de gestores e engenheiros do Deracre no suposto esquema de desvio de verba pública guarda relação com as obras da infraestrutura da BR-364, a única estrada que integra a maioria dos 22 municípios do Estado. As condições de trafegabilidade da rodovia federal continuam não dando plena segurança aos motoristas e pequenos produtores agrícolas. Há constantes ameaças de “fechamento da BR” a cada novo período de inverno que, aliás, está iniciando agora.

A defesa dos envolvidos ainda não se pronunciou.

A íntegra da nota vai a seguir:

Governo do Estado do Acre

Nota Oficial

À nossa comunidade e a todas as famílias acreanas, quero expressar minha integral solidariedade a Marcus Alexandre, Gicélia, Ocírodo Júnior, Fernando Moutinho, Edson Alexandre e Joselito Nóbrega. Conheço-os há muitos anos e deles tão somente confirmo vidas honradas, simples e de muita dignidade, tanto pessoal quanto na função pública.

Todavia, compreendo a importância e a necessidade das instâncias que guardam a função constitucional de polícia, controle, fiscalização e Justiça para dirimir dúvidas, esclarecer, investigar, formar juízo e punir quem quer que tenha cometido infração.

É, sim, doloroso que pessoas honestas, trabalhadoras e dispostas à colaboração com as autoridades passem por constrangimentos desnecessários. Mas, assim está o Brasil.

Quanto aos trabalhos realizados na BR-364 no trecho Rio Branco – Cruzeiro do Sul, somente a História, não a política, poderá reconhecer, no devido tempo, a grandeza ética e o tamanho do esforço profissional e até pessoal que esses servidores aos quais me refiro fizeram pela integração do Estado e união do povo acreano.

Todos os projetos e ações foram fiscalizados e aprovados pelo Dnit, órgão federal supervisor e conveniado da construção da BR-364, e pelas devidas instâncias de controle de contas.
Assim, tenho a mais elevada confiança de que a isenção, a verdade e a função constitucional dos órgãos judiciários devolverão a honra e a paz a Marcus Alexandre, Gilcélia, Ocírodo Júnior, Fernando Moutinho, Edson Alexandre e Joselito Nóbrega.

Diz um simples e sábio cristão: “Vivemos em um mundo no qual a mãe da maldade está sempre grávida e dando à luz, enquanto a mãe da bondade raramente engravida”.

Tião Viana

Governador do Estado do Acre

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*