thumb familiaacrenamorta2

Homem mata família acreana em Guajará-Mirim/RO

Crime aconteceu na residência das vítimas

A mãe, um adolescente e uma criança de cinco anos foram assassinados nesta segunda-feira (30), no bairro Santa Luzia, em de Guajará-Mirim, no estado de Rondônia.

O bárbaro crime ocorreu na residência localizada a Avenida Dom Pedro I com Avenida 8, por volta de 00h15min. Segundo informações apuradas pelo jornal e site “O Mamoré”, Luciene Almeida Rodrigues, de 28 anos, encontrava-se durante à tarde e noite fora da residência na companhia do namorado, Tanus dos Santos, de 23 anos.

Momentos antes ao fato, o casal estava na Praça do Bairro Santa Luzia, juntamente com os dois filhos de Luciene, que chegaram do estado do Acre ao município de Guajará-Mirim neste sábado (28) para passar a virada do ano com a mãe. Renato, a criança de 5 anos retornaram para a residência com a mãe e o namorado.

Vinte minutos aproximadamente que o casal chegou à casa, a mãe ligou pedindo para que seu filho o adolescente, de 16 anos, fosse para a residência, assim como ligou solicitando que uma menor de idade, filha de uma amiga, fosse dormir em sua residência, momento que Jokley Lima de Freitas, de 21 anos, amigo de Tanus chegou à casa de motocicleta para deixar o adolescente.

thumb familiaacreanamorta1Ainda não se sabe o real motivo que levou Tanus a disparar um tiro de arma de fogo, pistola calibre 635, na cabeça do adolescente, seguindo os disparos na namorada, na criança e no amigo, todos atingidos na cabeça.

Como Jokley demorou para retornar ao bar que administra, na Praça do bairro Santa Luzia, dois adolescentes e a menor de idade chegaram à residência e encontraram Jokley agonizando, recebendo os primeiros socorros pela equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, minutos após o fato, ele foi encaminhado às pressas para Porto Velho, devido à gravidade do disparo e perda de massa encefálica.

Tanus fugiu na motocicleta modelo Fan, de cor vermelha, placa OHV 3629, e levou a quantia aproximada de R$ 3 mil que estava no bolso de Jokley. Os trabalhos periciais foram realizados durando cerca de 3 horas e em seguida os corpos da mãe e dos filhos foram conduzidos por uma funerária até o necrotério do Hospital Regional, após a necropsia foram liberados para sepultamento. O acusado esta foragido

Deixe uma resposta