Banner-mortemotorista8

Insegurança marca trabalho da categoria

Cobradores e motoristas impediram saída de ônibus

Motoristas e cobradores de ônibus estão indignados com o assassinato do colega Raimundo Marconi Santana. No início do dia, os trabalhadores atuaram em regime de frota mínima como forma de protesto. Agora, o fluxo de veículo está normalizado.

O velório acontece no bairro Triângulo. Às quatro e meia da tarde um cortejo fúnebre saíra do velório até o cemitério Morada da Paz.

Desde a noite de ontem, a indignação dos motoristas é visível. Na segunda à noite, a mobilização foi imediata no Terminal Urbano. Os paramédicos do Samu ainda tentaram garantir sobrevida ao motorista, mas ele morreu a caminho do pronto socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco. Raimundo Marcondes Santana da Silva, 38, deixa uma filha.

Os detalhes do momento do protesto dos motoristas e cobradores no Terminal Urbano você acompanha logo mais no Gazeta Alerta.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*