TJAC aceita denúncia contra mecânico que cortou dedo de ‘Nego Bau’

Vítima sofreu uma parada cardíaca no dia 15 de janeiro de 2022

A 3° Vara Criminal de Rio Branco recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), contra Jefferson Castro da Silva Ferreira, suspeito de ser o responsável por mutilar e torturar Renan Almeida, conhecido como Nego Bau.

A informação do dia 11 de maio traz Jefferson como réu em um caso regido pelo juiz Raimundo Nonato Maia, da 3° Vara Criminal.

Relembre o caso

Jefferson teve sua prisão preventiva no dia 11 de abril, em Rio Branco, após uma investigação da Polícia Civil na capital.

As investigações começaram após um vídeo de tortura contra Renan que viralizou nas redes sociais, divulgado semanas antes da morte de Nego Bau. Durante a gravação é possível ouvir que o suspeito discute com Renan, por ele estar supostamente invadindo a sua residência. No vídeo também é possível ver o momento em que o acusado mutila o dedo da vítima.

As informações do Jefferson acusam Renan de ter invadido a casa sem roupas e furtado a residência, e isso o motivou a cometer a tortura.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*