thumb falsoestupro

Justiça condena jovem que mentiu sobre estupro

Fato aconteceu no início do mês passado em Cruzeiro do Sul

O resultado da sentença saiu no início desta  semana e estipulou uma pena de quatro meses de serviços prestados a jovem  que comunicou falso estupro ao sair da escola no início do mês passado.

O caso ganhou as principais  manchetes dos  Meios de Comunicações de Cruzeiro do Sul  e da Capital  Rio Branco (AC), ainda movimentou equipes da polícia civil, militar e IML.
 
Segundo relatos da adolescente, ao sair da  Escola  foi abordada por duas pessoas que forçaram a mesma a entrar em um carro, levada ao um terreno baldio, foi obrigada a ingerir bebida alcoólica, espancada e estuprada por três pessoas.

Segundo a delegada Carla Ivane Brito, responsável pelo caso, a jovem mentiu em seu depoimento. Teria inventado a história com medo de levar uma surra da mãe por ter passado a noite fora de casa.

A jovem “aventureira”, vai ser acompanhada pela justiça durante o período em que estiver cumprindo a pena. Caso aconteça algum ato de desobediência a adolescente pode ser recolhida a  Casa Sócio Educativa de Menor de Cruzeiro do Sul.

Deixe uma resposta