251017-policia-policiafederal-tvgazeta

Operação Asfixia aponta corrupção na Sesacre

Detectadas fraudes na Sesacre e Fundação Hospitalar

A Polícia Federal em regime de Força-Tarefa com a CGU/AC deflagrou, nesta quarta-feira (25), no Acre, a Operação Asfixia, (25). A ação tem como objetivo desarticular esquema de fraudes e irregularidades envolvendo licitações e contratos firmados pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) e pela Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), com recursos federais. Informações atualizadas pela própria Polícia Federal indicam que, no Mato Grosso do Sul, durante o cumprimento de um dos mandados judiciais, os agentes encontraram US$ 100 mil com um empresário acusado de fazer parte do suposto esquema de fraude.

Dentre os crimes investigados, estão a adulteração de cilindros de oxigênio, mediante transvase (quando o produto é transferido para outros cilindros em quantidade menor), sobrepreço em contratos, favorecimento às empresas suspeitas e deficiência nos controles de entrega dos cilindros contratados.

Há ainda suspeita de um esquema de pagamento de propina envolvendo servidores estaduais. Até o momento, o prejuízo total identificado ao Erário é da ordem de R$ 1.573.301,195.

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão temporária, quatro de mandados de prisão preventiva, seis mandados de busca e apreensão, 13 de condução coercitiva e afastamento das funções públicas de dois servidores e bloqueio de valores até o limite de R$ 1.573.301,95.

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Rio Branco/AC, Campo Grande/MS e também no Ceará, com a participação de cerca de 55 policiais federais e de seis auditores da CGU.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*